7 procedimentos essenciais para a segurança digital da sua empresa

, , ,
7-procedimentos-de-seguranca-digital

A preocupação com a segurança digital é fundamental uma vez que o mundo está cada vez mais digital e conectado. É impossível negar que as tecnologias se tornam mais presentes em todos os aspectos da humanidade, impactando e afetando a forma de como vivemos e interagimos. Em um mercado globalizado e amplamente competitivo, é de extrema importância que o mercado corporativo adote diferentes procedimentos para se proteger de cibercriminosos, pessoas mal intencionadas que utilizam a tecnologia para se apropriar de dados confidenciais. Conheça as medidas indispensáveis para reduzir as chances de sua empresa sofrer com ameaças virtuais:

Criação de manual de boas práticas

Ao comprar um automóvel, o motorista precisa ler o manual para entender como ele funciona. Na Internet é igualmente fundamental conhecer as boas práticas de uso e saber o que é um vírus, IP, roteador, malware, além dos procedimentos necessários. Nas empresas, deve-se introduzir os funcionários durante as orientações de boas-vindas, informando sobre a forma correta de utilizar os computadores e a internet da companhia, de forma a reforçar a segurança e a integridade dos dados. As práticas de segurança mais comuns consistem em alterar as senhas periodicamente, não acessar páginas suspeitas, não compartilhar dados pessoais, manter os sistemas operacionais atualizados e buscar o antivírus e ferramentas de monitoramento de dados mais adequadas para cada situação.

Atualização de sistema operacional

No ataque massivo realizado em maio deste ano, um ransomware chamado Wannacry infectou milhares de computadores ao redor do mundo e criptografou todos os dados, realizando um sequestro virtual das informações, que só seriam devolvidas mediante ao pagamento de um valor exigido em bitcoins, um tipo de moeda virtual. Ele se valeu de uma falha no Windows descoberta pela Agência de Segurança Nacional (NSA), dos Estados Unidos, que constatou que os computadores infectados ou não estavam atualizados, ou rodavam uma versão não oficial do sistema operacional. Sendo assim, o problema poderia ter sido minimizado se as companhias utilizassem softwares originais e atualizados, contando com todo o suporte para corrigir eventuais falhas.

Instalação de antivírus e firewall

Quando se pensa em manter um computador seguro, a primeira atitude é instalar um bom antivírus. Ele age como um filtro que captura os arquivos maliciosos e libera apenas os que não são nocivos ao equipamento. Esse filtro protege as máquinas de sites infectados, arquivos corrompidos e dispositivos externos que estejam contaminados com malwares, trojans e adwares. Essas ameaças possuem funções diferentes e agem de maneira independente dentro do sistema infectado. Enquanto Spywares são criados para monitorar as atividades feitas no sistema, enviando relatórios para quem o criou, os Keyloggers são programados para capturar o que é digitado no teclado, sendo utilizados para roubar informações como senha de bancos e números de cartões. Já o firewall instalado no computador tem como principal função filtrar e analisar o fluxo de dados, protegendo sua integridade e confidencialidade.

Prevenção de ataques na infraestrutura (WAF)

Do termo em inglês Web Application Firewall, o WAF atua de forma parecida com um firewall tradicional, porém, é aplicado diretamente na infraestrutura da rede, em diferentes camadas da web, de forma a identificar os dados de tráfego e prevenir ataques de negação de serviço (conhecidos pela sigla “DDoS”). Esse crime virtual ocorre quando diversos dispositivos infectados são programados para acessarem simultaneamente um único servidor, sobrecarregando o serviço e deixando-o instável ou fora do ar.

Cópias de segurança (Backup)

É uma cópia de segurança. O termo em inglês é muito utilizado por empresas e pessoas que guardam grande volume de documentos, imagens, vídeos e outros arquivos no computador, em discos rígidos externos ou na nuvem. O objetivo dessa ação é se resguardar e instalar um ponto de restauração em caso de eventuais ocorrências que causem a perda dos arquivos originais, seja por ações despropositadas do usuário ou por um ataque diretamente ao sistema.

Criptografia de informações

É uma ferramenta essencial para o envio e recebimento de informações sigilosas, pois garante que, mesmo interceptado, um arquivo não consiga ser visualizado da forma correta. A criptografia codifica os arquivos utilizando um conjunto de bits baseado em um algoritmo capaz de ocultar a informação. Portanto, não será possível abrir o documento caso o receptor da mensagem utilize uma chave diferente e incompatível.

Criação de um Centro de Operações de Segurança

O investimento em profissionais e soluções especializados em segurança digital é importante para a criação de um centro de operações de segurança (SOC – Security Operations Center), uma necessidade entre as principais empresas. Este núcleo responsável para análise e monitoramento de ocorrências utiliza ferramentas para prever ataques e criar rotinas de segurança, por meio de uma varredura contínua na Internet utilizando palavras-chave, boletins de atividades e IPs suspeitos, entre outros recursos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário abaixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *