CONHEÇA MAIS SOBRE OS ATAQUES DDoS, AMEAÇA QUE DERRUBOU SITES DA BBC E NISSAN NOS ÚLTIMOS DIAS

Hackers programam milhares de máquinas infectadas para o acesso simultâneo a um endereço; ação deve ser bloqueada na nuvem, antes de atingir servidor de origem


 

A fabricante de automóveis Nissan foi vítima de supostos ataques DDoS em 13 de janeiro, quando seu website global ficou fora do ar. Poucos dias antes, em 31 de dezembro de 2015, foi a vez da BBC – maior emissora de televisão do mundo – sofrer com a mesma ameaça, quando a página oficial inglesa ficou offline por mais de três horas.

“Tradicionalmente, um alvo é atacado por DDoS em seu horário de pico, para causar impacto na maior parte dos usuários possíveis e se somar ao fardo que o sistema carrega ao atender as requisições em seu horário mais congestionado”, explica Bruno Prado, CEO da UPX Technologies, empresa que atua com segurança de Internet. Entenda como funciona e como prevenir:

 

O que é um Ataque DDoS?

Os Ataques Distribuídos por Negação de Serviço, ou pela sigla em inglês “DDoS” – Denial Distribution of Service, são cada vez mais recorrentes, realizados por milhares de computadores infectados por programas maliciosos que formam uma rede de máquinas “zumbis” para acessar um determinado portal ao mesmo tempo. “Esse movimento anormal pode congestionar o tráfego e até derrubar o serviço por algumas horas ou mesmo dias, acarretando prejuízos para lojas virtuais, portais de notícias, multinacionais ou instituições bancárias”, ressalta Bruno.

 

Quais as causas desse tipo de ataque hacker?

“Esse tipo de ataque visa a gerar uma sobrecarga em seu alvo para sabotar sua operação. No e-commerce, por exemplo, chega a ser realizado por um concorrente para prejudicar vendas. Também pode acontecer para denegrir a imagem de uma empresa ou para realizar manifestações de grande impacto”, diz o especialista. No caso da Nissan, o grupo hacktivista Anonymous anunciou que não tinha interesse em obter dados do sistema ou dos clientes da montadora japonesa, mas protestar contra a caça das baleias no país de origem da empresa, que acabou se tornando uma vítima colateral.

 

Como se proteger?

Existem diversas formas de se proteger contra ataques DDoS. Dentre elas, uma estratégia eficiente é mitigar os ataques na nuvem, antes que eles alcancem o servidor de origem e prejudiquem toda a operação. “É como se a polícia prendesse um criminoso saindo de sua casa, muito antes de cometer um delito”, conta Bruno. É importante, segundo o especialista, que a infraestrutura também conte com outras camadas de segurança, como firewalls e serviços DNS, para proteger todos os dados do site e de seus usuários.


Sobre a UPX:

Fundada em 2002, a UPX Technologies é uma empresa de tecnologia especializada em oferecer soluções de segurança de internet. Hoje, conta com escritórios em São Paulo, Belo Horizonte, Brasília e Miami (EUA), para atender mais de 500 clientes nacionais e internacionais. Mais informações no site: www.upx.com.br


Informações à imprensa:

NB Press Comunicação
Contato: (11) 3254-6464
Monica Permagnani / Gustavo Dezan
monicapermagnani@nbpress.com; gustavodezan@nbpress.com