BRUNO PRADO, CEO DA UPX, PALESTRANDO NA ESHOW SÃO PAULO

O que é eShow?

É a maior feira de E-commerce, Marketing Online, Hosting & Cloud Computing, Social Media, Mobile e Digital Signage. Ela possui edições em Barcelona, Madri, Lisboa, México, Bogotá, Lima e São Paulo, ela se consolida como o evento de referência ao reunir todos os provedores líderes com os principais clientes do setor.

Na 3° eShow São Paulo 2014 que acontece nos dias 20 e 21 de maio, você encontrará as últimas soluções em tecnologia e serviços e as estratégias mais inovadoras para que seu negócio tenha êxito no mundo online, com oportunidade de assistir palestras das principais empresas do setor.

UPX na eShow

A eShow contará com interessantes debates sobre conversão, viagens, imóveis, multicanalidade e omnichanel direto das mãos dos melhores profissionais, que nos darão uma visão ampla e contrastante sobre cada setor. As novidades serão o Fórum de Sports Online para conhecer o setor e as marcas de esportes online e a Net Fashion Fórum mostrará o mundo da moda. Serão 6 auditórios, mais de 200 palestrantes nesses dois dias de evento, e que falarão de seus últimos cases de sucesso.

É com grande orgulho que vamos palestrar na eShow e poder fazer parte deste grande evento ao lado das maiores empresas do setor. Acontecerá no dia 21 de maio, quarta-feira. Nosso CEO Bruno Prado fará um debate junto a Livraria Cultura e a Farm Rio sobre a importância daCDN no Black Friday. Vocês são nossos convidados, nós faremos a cobertura do evento para você acompanhar as novidades.

Como anda o E-commerce no Brasil?

O comércio eletrônico cresceu 12% e alcançou cerca de 12 bilhões de dólares de faturamento em 2012. Segundo o 29º relatório Webshoppers, divulgado pelo E-bit, o e-commerce cresceu 28% em 2013, na comparação com 2012, e faturou R$ 28,8 bilhões no período.

Um dos impulsionadores do faturamento foi o Black Friday — dia de descontos promovido em novembro. Em um só dia os empresários que atuam com o comércio eletrônico movimentaram financeiramente R$ 770 milhões. “Esse número é extremamente positivo, pois em um dia comum, o varejo eletrônico movimenta entre R$ 80 a R$ 100 milhões.”

Para esse ano a expectativa é que o setor passe por um momento de acomodação. “Estimamos crescimento nomimal de 20% para o setor esse ano com faturamento na casa dos R$ 34,6 bilhões. Com a maturidade do mercado é normal que o crescimento comece a se acomodar”, explicou o diretor executivo da E-bit, Pedro Guasti. Fonte: E-commerce Brasil.