Knowledge Center

Glossário

Todos os termos que você precisa conhecer do mundo da cibersegurança.

Conteúdo Relacionado

0-9

95 percentil
Método de cobrança. Tem esse nome porque o cliente contrata um determinado pacote com a empresa e, se exceder o contratado em até 5% no mês, não é cobrado a mais. Esses 5 % equivalem a cerca de 36 horas mensais. A vantagem é ter flexibilidade para o cliente ter picos de consumo dentro do mês sem pagar a mais por isso, nem ter o serviço interrompido ou ter que solicitar upgrade.

A

ASN
Número de sistema autônomo, a sigla vem do termo em inglês, autonomous system number. É a identificação de forma única no sistema de roteamento de BGP, ou seja, identifica cada rede na Internet.

B

BGP
Do inglês Border Gateway Protocol. É o protocolo de roteamento entre os sistemas autônomos. É a "linguagem" utilizada entre os ASN para se comunicarem na Internet.

BGP hijacking
Sequestro de BGP. É quando de forma ilegítima há a aquisição de grupos de endereços IP, o que causa problemas nas tabelas de roteamento.

Blackhole
Aplicar blackhole em um prefixo ou anunciar o prefixo para blackhole, significa descartar o prefixo, pois o tráfego de rede será roteado para uma rota nula, o que causará a indisponibilidade daquele prefixo.

Bots
Diminutivo da palavra em inglês robot, traduzindo, robô. Assim como um robô, essa ferramenta automatizada simula repetidas ações humanas de maneira padrão.

Botnets
Junção dos termos em inglês robot e network, robô e redes. São dispositivos conectados à internet e são usados para fins maliciosos, como um ataque DDoS. Esses dispositivos também são conhecidos como "Zumbis".

c

CDN
Do inglês Content Delivery Network, significa Rede de Distribuição de Conteúdo. Sua principal função é distribuir conteúdo de alta performance e desempenho.

Cracker
Deriva da palavra cracking, que significa quebra em português. É o termo dado às pessoas que tem conhecimento em quebra de códigos e utiliza as informações para fins maliciosos.

Cross Connect
Conexão física e direta, ou seja, ligação de cabo ponto a ponto, entre duas empresas que estão conectadas no mesmo data center.

D

DNS
Domain Name System, em português, Sistema de Nomes de Domínio. A função do DNS é transformar os hostnames dos sites em números de IP, para que os computadores entendam qual é o conteúdo que o usuário quer acessar.

Downstream
Tráfego de dados no sentido para o usuário.

H

Hacker
Tem seu significado frequentemente confundido com Cracker, pois Hackers não aproveitam do conhecimento para fraudar ou roubar informações na rede.

HLS
Significa HTTP Live Streaming, é um protocolo para a utilização de streaming de vídeo baseado em HTTP. Sua utilização cresce a cada dia, pois é compatível para smartphones.

Hostname
É o nome que identifica o servidor na rede e é por causa dele que usuário sabe o nome do site que precisa acessar.

I

Icecast
Utilizado para streaming de áudio é um software livre que pertence a Xiph.Org Foundation, organização sem fins lucrativos.

IoT
Internet of Things, Internet das Coisas, são dispositivos cotidianos que se "comunicam" com a Internet, e por isso conseguem transmitir dados. Por exemplo, televisão, geladeira, microondas, fechaduras inteligentes, automóveis, ar condicionado, entre outros.

IP
Do inglês Internet Protocol address, é o endereço de Protocolo da Internet. É um número específico para cada dispositivo conectado a redes de computadores, como impressoras, notebooks, e computadores.

IPv4
É o Protocolo de Internet versão 4, ou seja, é a quarta versão do Protocolo de Internet. Ainda é o responsável por rotear a maior parte do tráfego da Internet, mesmo com a indisponibilidade de novos IPv4, que estão esgotados.

IPv6
Em implementação, é a versão mais recente do Protocolo de Internet e é conhecida como "a nova geração do IP". Foi criado devido a necessidade de mais endereços na internet, já que o IPv4 está esgotado.

IX ou IXP
Internet exchange point, traduzindo é o ponto de troca de tráfego, também conhecido como PTT. No Brasil, são operados pelo NIC.br.

N

NIC.br
Núcleo de Informação e Coordenação do Ponto BR. Foi criado a partir do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e a principal função é integrar e coordenar atividades de regulação e segurança, entre outras, na Internet no Brasil.

NOC
Do inglês, Network Operations Center, em português, Centro de Operações e Rede. É a equipe responsável por monitoramento, performance, disponibilidade, gestão de TI, entre outros, que pode variar de acordo com a empresa.

P

Ponto de Presença (PoP)
É o local no qual uma empresa (tecnologia, telecomunicações, provedores, entre outras), está conectada a um data center, público ou privado.

PTT
Ponto de troca de tráfego. Atualmente é mais o utilizado o termo IX ou IXP (Internet exchange point). Ambos se referem as operações de tráfego do NIC.br

S

Scrubbing Center
Em tradução livre, seria um centro de limpeza/lavagem, ou seja, um centro de mitigação, o que significa que são os locais nos quais os tráfegos de dados são analisados e o tráfego malicioso é filtrado

SHOUTcast
Protocolo criado no fim dos anos 1990, utilizado para transmissão de áudio via internet, utiliza os formatos MP3 ou AAC.

SOC
Security Operations Center, em português, Centro de Operações de Segurança é a área responsável por detecção e respostas a incidentes de segurança entre outras ameaças que afetam negativamente a rede.

SSL
Termo utilizado em inglês, Secure Socket Layer, é uma tecnologia de criptografia que permite o tráfego seguro na Internet. Foi substituído pelo TLS.

T

TCP/IP
É a junção de dois protocolos, o TCP (Transmission Control Protocol) e o IP (Internet Protocol). Conhecido também como "pilha" de protocolos, é responsável pela transmissão de dados dos pacotes, ou seja, pela comunicação na internet.

TLS
Acrônimo de Transport Layer Security, tem a mesma função que o seu antecessor SSL.

Túnel GRE
É um protocolo de tunelamento que permite encapsular outros protocolos. Com o túnel GRE é possível criar um ponto a ponto virtual entre os roteadores, ou seja, dispensa a necessidade de uma conexão física.

U

Upstream
Fornecedor de trânsito IP.

V

VBR
Variable bitrate, em português taxa de bits variável.

VPN
Do inglês virtual private network, é uma rede privada virtual, que como o nome diz, é uma rede de comunicação privada, que utiliza protocolos de segurança, diferentemente da rede pública comum.

VLAN Bilateral
VLAN é uma Rede Local Virtual, o nome vem do idioma inglês, Virtual Local Area Network. A VLAN Bilateral é um tipo de conexão na qual necessita que dois ASN sejam participantes de um mesmo IX (PTT), para que a VLAN de ambos tenha uma relação bilateral, ou seja, no qual seja possível fazer acordos, como troca de tráfego, venda de trânsito, venda de serviços, entre outros.

W

WAF
Web Application Firewall, é um firewall de aplicativo web, porém, diferente dos demais firewall, o WAF é capaz de filtrar o conteúdo de aplicativos específicos.