SITE FORA DO AR – QUAIS SÃO OS PREJUÍZOS PARA O E-COMMERCE?

Uma das vantagens do e-commerce é que as lojas online podem funcionar (e vender) 24h por dia, diferente das lojas físicas, que têm horário para abrir e fechar. Entretanto, manter um site funcionando em tempo integral também tem seus desafios, uma vez que na internet existem alguns fatores que podem prejudicar o desempenho do site e deixar a loja indisponível.

Um exemplo disso são os ataques DDoS, que através de milhares de requisições simultâneas, sobrecarregam a aplicação web e tiram o site do ar. Além disso, em datas específicas como o Dia dos Pais, Dia das Mães, Natal e Black Friday, por exemplo, o fluxo de acessos aumenta e o site muitas vezes não consegue atender todas as requisições, ficando offline.

O problema é que até o menor tempo fora do ar pode causar grandes prejuízos. Uma pesquisa realizada pelo Google Brasil, com relação à Black Friday de 2015, relatou que a cada 1 hora que um site fica offline, mais de 300 mil acessos e R$ 1,5 milhão em consumo são perdidos. Isso porque, ao não conseguir acessar o site, o usuário perde a oportunidade de comprar e ainda fica com uma imagem negativa da marca, sendo mais difícil de retornar ao mesmo site depois.

Na internet, muitas vezes as compras são feitas por impulso, ou estimuladas por campanhas de marketing digital. Por isso, qualquer obstáculo que impeça o usuário de finalizar a compra pode gerar prejuízos. Para evitar que isso aconteça, é fundamental investir na infraestrutura do e-commerce, com soluções de segurança e performance de internet que vão otimizar a experiência do usuário final.

Conheça as nossas soluções: Web Application Accelerator | Web Application Firewall

UPX Technologies | Fale conosco


Fonte: Tribuna da Bahia