Soluções de segurança digital devem atuar de forma integrada para criar ecossistema

,

O desenvolvimento de soluções de segurança digital tenta acompanhar o crescimento de ameaças que surgem diariamente, atuando das mais variadas formas e com diversas funcionalidades, visando danificar o sistema de empresas e ocasionar prejuízos corporativos para companhias de todos os setores e tamanhos.

Dentre os tipos de malwares – programas maliciosos que atuam por meio de brechas nos sistemas –, existem alguns que são utilizados com mais frequência, ganhando maior atenção da mídia e das empresas de tecnologia voltadas à segurança corporativa. As ameaças mais comuns são os vírus, os worms e os ransomwares, que contam com diferentes características e formas de atuação. Enquanto um vírus precisa ser executado para causar problemas, um worm age automaticamente a partir do momento que invade uma rede, realizando ações como envio de e-mails para a contaminação de outros dispositivos. Já um ransomware, por sua vez, é uma violação que restringe o acesso ao sistema infectado e cobra um resgate para que os dados sejam restabelecidos.

Diversas empresas atuam com segurança digital para ameaças específicas, deixando o mercado carente de soluções completas e integradas. Por mais robustas que sejam, as medidas atuam de ponta a ponta, mas não se preocupam em se alinhar com outras ferramentas que sejam de diferentes fornecedores e finalidades, algo essencial para a criação de um ecossistema unificado. A adequação das medidas de segurança por meio da publicação de APIs (interface de programação de aplicações), mesmo de empresas diferentes, facilitaria a tomada de decisões por parte do gestor, devido à troca de informações, geração de relatórios completos sobre todos os tipos de violações e criação de um banco de dados atualizado.

Uma das maiores deficiências do mercado é não contar com sistemas que efetuem a integração das APIs de uma forma eficiente. Isso impede a centralização das soluções de maneira visual e de simples manuseio. Um ecossistema bem conectado é essencial para a prevenção de ameaças e para uma ação rápida de mitigação durante eventuais ataques

O mercado de tecnologia, de modo geral, realiza e promove diversas trocas de informações e conhecimento. A tendência é que o setor de segurança siga o mesmo caminho, deixando um pouco de lado a concorrência pura e simples, e compartilhando para um bem único em comum: o cliente.

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário abaixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *