Você sabe o que é o HTTPS? Sites não conseguirão mais compartilhar conteúdo sem certificado de segurança, entenda:

, ,

Certificados de segurança são fundamentais para garantir a procedência e confiabilidade dos sites. Um deles é o SSL (Secure Sockets Layer), um protocolo de padrão internacional para a troca de informações sigilosas na Internet. A tecnologia SSL foi incorporada em todos os navegadores populares e funciona de maneira automática: quando um usuário se conecta a um servidor habilitado para o protocolo, o endereço irá iniciar com HTTPS (Hyper Text Transfer Protocol Secure), e não mais HTTP (Hyper Text Transfer Protocol). O acréscimo da letra S é uma abreviação para Secure (seguro, em inglês), o que indica que o site em questão possui o certificado.

O que é o SSL?

O certificado, que também apresenta um cadeado ao lado do endereço, é um dos elementos de segurança mais importantes para quem possui um site, pois é o responsável por toda a criptografia das informações trocadas entre uma página da internet e o usuário que está navegando nela, garantindo o sigilo sobre todas as informações trafegadas.

Por que ele é tão importante?

Porque é a melhor maneira de garantir a proteção e atrair mais consumidores, pois comprova a identidade do endereço eletrônico.

Conteúdos híbridos

Até recentemente, os sites aceitavam os chamados conteúdos híbridos, ou seja, endereços que possuíam o certificado poderiam exibir informação hospedada em portais sem o protocolo. Com a mudança, isso não é mais possível. Sites com o SSL só podem exibir materiais que estejam hospedados em domínios também aderentes a ele. Essa prática tende a ser um problema, uma vez que uma base muito grande de usuários do mundo todo utiliza conteúdos híbridos em seus sites.

O que muda?

Na prática, a alteração pode afetar todos os setores que têm sites com o SSL. Endereços de universidades, por exemplo, que exibem vídeos hospedados em servidores de terceiros sem o protocolo, serão afetados. Assim como diversos outros segmentos, como e-commerce, streaming, indústria, etc., impactando diretamente na navegabilidade.

O que esperar do futuro?

Com a evolução da web, os novos formatos passaram a dispensar o uso de plug-ins para assistir aos vídeos ou jogar games. Assim como o plug-in do Flash Player será descontinuado em um futuro próximo e as versões mais antigas do Internet Explorer pararam de receber suporte técnico e atualizações de segurança, as certificações também estão se aprimorando e cabe aos proprietários dos sites se adaptarem ao novo modelo para continuar oferecendo um serviço com cada vez mais qualidade e segurança aos usuários.

0 respostas

Deixe uma resposta

Deixe seu comentário abaixo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *